NOTÍCIAS PARA OS CINCO CONTINENTES

Canoas/RS, 28 de fevereiro de 2017.

HORA DA VERDADE
DOA A QUEM DOER

Protocolado em uma comarca do Rio Grande do Sul, processo criminal contra Tirone Lemos Michelin pelos crimes de extorsão mediante sequestro, ameaça e intimidação com arma de fogo contra o diretor geral do IESES - Instituto Educacional Sagrado Espírito Santo, João M. Lippert, repórter e presidente da Televisão TVS.

No processo criminal está requerida prisão preventiva de Tirone Lemos Michelin. No processo criminal deverão prestar esclarecimentos à justiça, os ex-reitores da ULBRA, Ruben Eugen Becker, Leandro Eugênio Becker e Pedro Menegat, o prefeito de Glorinha/RS Darci Lima da Rosa, a atual reitora da universidade Feevale, o ex-advogado da ULBRA Domingos Moreira Góes, o corretor de imóveis Sílvio Luiz Carvalho Mineiro e outros.

Atual prefeito do município de Glorinha/RS, Darci Lima da Rosa, é suspeito de ter recebido o valor aproximado de RS 1 milhão dos hoje ex-reitores da ULBRA, para impedir a implantação da Universidade IESES naquele município. Também é suspeito de ter recebido o mesmo valor, o proprietário da área de terra onde seria implantada a Universidade IESES. Em seu depoimento na justiça, Darci Lima da Rosa, deverá apontar nome e endereço do proprietário da referida área de terra na época, hoje ex-proprietário, bem como, nome e endereço do diretor do Jornal Correio do Povo na época, que teria adquirido a área de terra.

De outro lado, tudo pode ter sido um dos primeiros planos diabólicos dos reitores da ULBRA na época contra o Instituto IESES, para impedir a implantação da Universidade IESES em Glorinha, com possível participação de Tirone Lemos Michelin, Domingos Moreira Góes e outros.

Tudo será esclarecido na justiça!