NOTÍCIAS PARA OS CINCO CONTINENTES

Canoas/RS, 01 de outubro de 2017.

QUEM É LUIZ FRANCISCO CORREIA BARBOSA
"BARBOSINHA"

No dia 11 de setembro de 2015, ocorreu uma audiência no Foro de Canoas em relação a um processo criminal que a promotora pública Fernanda Ruttke Dillenburg instaurou contra João Lippert, por ter ele denunciado a extorsão mediante sequestro que sofreu em 23 de janeiro de 1999. Tal crime foi cometido por Tirone Lemos Michelin, que no ato do sequestro, apontou os reitores da ULBRA na época, Ruben Eugen Becker, Leandro Eugênio Becker e Pedro Menegat, como mandantes do crime. (Leia o relato do sequestro)

Na referida audiência, deveria estar presente Tirone Lemos Michelin, que havia requerido ser assistente de acusação, porém só se fez presente seu advogado Luiz Francisco Correia Barbosa "Barbosinha" (OAB/RS 31349).

Quando a filha de João Lippert, Keila Cristine Lippert, entrou em sala de audiência e passou a prestar depoimento, a mesma emocionou-se muito falando do sequestro que seu pai, João Lippert, sofreu e das ameaças que Tirone Lemos Michelin fez de que se João Lippert não cumprisse com as exigências feitas, o mesmo poderia encontrar sua filha mais nova, Keila, com as pernas quebradas. Com isto, o advogado "Barbosinha", em uma total falta de respeito, agindo com falta de ética e falta de sensibilidade, constrangendo e humilhando Keila Cristine Lippert, disse: "AINDA BEM QUE SERIAM SÓ AS DUAS PERNAS QUEBRADAS. PIOR SE FOSSEM MAIS AS DUAS MÃOS."

Com este procedimento, Keila Cristine Lippert denunciou o advogado à Ordem dos Advogados do Brasil. Porém, passados mais de dois anos da denúncia, ainda não há resolução da OAB. (Leia a denúncia)