NOTÍCIAS PARA OS CINCO CONTINENTES

UNIVERSIDADE FEEVALE
EX-REITOR LAUDO TISHER
ATUAL REITOR CLEBER PRODANOV

Em 1999, João Lippert estava implantando a Unidade de Ensino IESES Novo Hamburgo, instituição do qual é diretor geral. João Lippert foi convidado para ser diretor geral do Instituto IESES em 1996, quando esteve em Tóquio no Japão, mas na época agradeceu e recursou o convite, pois trabalhava para a Universidade ULBRA como pesquisador nas áreas humana e veterinária. Com a saída de João Lippert da ULBRA em 1998, o mesmo passou a administrar o Instituto IESES.

Quando a Unidade de Ensino IESES Novo Hamburgo já estava com cerca de 90% das obras concluídas, João Lippert foi chamado para uma reunião em Novo Hamburgo. A reunião foi agendada por Domingos Moreira Góes, advogado da ULBRA e coordenador do departamento jurídico da ULBRA na época, e por três advogados que Domingos afirmou serem da Universidade Feevale. A informação que se tem, é que em 1999 o reitor da Feevale era o advogado Lauro Tisher.

Na reunião em Novo Hamburgo em 1999, estavam presentes, além de João Lippert os acionistas do IESES Chiara Lippert, Robson Lippert e Clóvis Voese, além do ex-funcionário do IESES Vanderlei Zanatta e seu pai e Arlindo Zanatta, o proprietário do prédio alugado pelo IESES em Novo Hamburgo Arno Schimdt, o empreiteiro Edson Freitas Carpas, Domingos Moreira Góes, seu filho Maurício Góes e os três advogados da Feevale, que negaram-se em dizer seus nomes e negaram-se em assinar ata da reunião. O objetivo da reunião, foi a exigência por parte de Domingos e dos três advogados da Feevale, de que o IESES cancelasse em um prazo máximo de 12 horas as obras da Unidade de Ensino IESES Novo Hamburgo.

Obviamente, tal absurdo não foi aceito pelos acionistas do IESES e cerca de cinco dias após a referida reunião, a escola foi totalmente destruída por cerca de oitenta homens. Bens móveis e eletrônicos da escola foram destruídos e uma parte roubada.

A RBS TV com o repórter André Haar filmou e transmitiu a destruição, mas quando foi solicitado cópia das imagens, a RBS alegou que as mesmas haviam sido descartadas e destruídas.

Desde o mês de setembro do corrente ano (2018), o repórter João Lippert tem tentado agendar uma reunião com o atual reitor da Feevale, Cleber Prodanov, para tratar da destruição da Unidade de Ensino IESES Novo Hamburgo. Porém, mesmo tendo relatado todo o caso via e-mail, o reitor Cleber Prodanov se nega em reunir-se com João Lippert, alegando apenas desconhecer o assunto. Fato que levanta suspeitas em relação ao reitor, pois não é normal que um reitor de uma universidade não queira se interira e averiguar o envolvimento da universidade que está administrando em um grave crime contra o próprio ensino.

Clique aqui e veja o vídeo do voo sobre a Unidade de Ensino IESES Novo Hamburgo quando estava em obras em 1999!
Clique aqui e assista o programa TVS Notícia do dia 27/09/2018 que fala sobre o assunto!

CLEBER PRODANOV, LAURO TISHER, ESPOSAS OU COMPANHEIRAS E FILHOS DEVERÃO
PRESTAR ESCLARECIMENTOS À JUSTIÇA!