NOTÍCIAS PARA OS CINCO CONTINENTES

LUCI DOS SANTOS BARBOSA

Luci dos Santos Barbosa é filha de MMS, atual locadora do imóvel em que está instalada a sede da Televisão TVS. Em início de 2014, LSB procurou a Televisão TVS, quando ainda estava na antiga sede, para relatar a respeito de um carro que a mesma teria comprado de um homem, e que posteriormente na tramitação de transferência da documentação do carro, descobriu-se ser um carro clonado. Segundo Luci dos Santos Barbosa, a mesma teria procurado um advogado conhecido da família da mesma, que a teria orientado a entregar o carro na Delegacia de Sapiranga, onde o delegado na época era pai do advogado. Luci dos Santos Barbosa alegou ter sido constrangida, humilhada e intimidada pelo próprio advogado e também pelo delegado.

Com o pedido de auxílio de Luci dos Santos Barbosa, o repórter e presidente da Televisão TVS João Lippert e equipe da Televisão TVS passaram a investigar o caso, tentando localizar o homem que vendeu o carro, o proprietário do carro que foi clonado, o advogado e o delegado. Foram várias diligências da Televisão TVS para investigar o caso, como requerer informações sobre o caso diretamente na Delegacia de Sapiranga com o próprio delegado.

O homem que vendeu o carro não pode ser localizado e a única informação conseguida era da possibilidade do mesmo estar na Colômbia. O proprietário do veículo que foi clonado alegou ser vítima da situação e ainda relatou que Luci dos Santos Barbosa tinha um relacionamento com o homem do qual ela comprou o carro. O advogado nunca atendeu a Televisão TVS. O delegado em questão atendeu a Televisão TVS e esclareceu que o veículo que Luci dos Santos Barbosa estava apreendido, havia sido periciado e constatado que o mesmo era clonado e que, portanto, o carro não seria devolvido à Luci dos Santos Barbosa e que para ter qualquer tipo de reparação, a mesma precisava responsabilizar na justiça diretamente o homem que vendeu o carro à mesma.

Com isto, a pedidos de Luci dos Santos Barbosa, a Televisão TVS propôs então, se fosse da vontade de LSB, através dos advogados da Televisão TVS na época, mediante pagamento, poderia ser ingressado com uma representação na OAB contra o advogado em relação ao constrangimento, humilhação e intimidação alegadas por Luci dos Santos Barbosa, e da mesma forma com representação contra o delegado na COGEPOL.

A Televisão TVS também propôs, se fosse da vontade de Luci dos Santos Barbosa, através dos advogados da Televisão TVS na época, mediante pagamento, poderia ser ingressado ações indenizatórias contra o advogado, contra o delegado, contra o depósito de Sapiranga, além de atuar no processo que já existia contra o homem que vendeu o carro para a mesma, que estava parado necessitando de movimentação por parte de Luci dos Santos Barbosa.

Tendo a concordância de Luci dos Santos Barbosa firmada em dois contratos com a Televisão TVS, um no valor de R$ 3.000 e outro com a parcela R$ 300,00 por mês até a decisão final das ações indenizatórias, as representações e as ações indenizatórias foram formatadas, lidas e aprovadas por Luci dos Santos Barbosa, sendo posteriormente protocoladas nos devidos órgãos.

Contudo, em relação ao primeiro contrato, Luci dos Santos Barbosa pagou somente R$ 1.000,00, sem pagar os R$ 2.000,00. Luci dos Santos Barbosa apenas alegava problemas de ordem financeira, mas que iria efetuar o pagamento, porém, nunca o honrou.

Da mesma forma, em relação ao segundo contrato, Luci dos Santos Barbosa pagou apenas as primeiras parcelas e deixou de efetuar o pagamento e ainda, através de petição com outro profissional, desistiu das ações indenizatórias ingressadas, sem qualquer comunicado à Televisão TVS.

Assim, não restou alternativa senão a Televisão TVS ingressar na justiça com execução de contrato com Luci dos Santos Barbosa, do qual tramita processo no Foro de Canoas.

LUCI DOS SANTOS BARBOSA, COMPANHEIRO E FILHOS DEVERÃO
PRESTAR ESCLARECIMENTOS À JUSTIÇA!