NOTÍCIAS PARA OS CINCO CONTINENTES

MÁRCIA FINK

Márcia Fink foi a oficial de justiça que realizou a reintegração de posse da propriedade em que residia João Lippert situada à Rua Peru 785 no Bairro São José em Canoas/RS no ano de 2006. A oficial de justiça não apresentou mandado para realizar a reintegração e estava com força policial armada. A oficial juntamente com funcionários da empresa de transporte Granero, agiram como se procurassem algo dentre os bens móveis de João Lippert, quando realizaram a reintegração de posse. Suspeita-se que estivessem procurando a minifita k7 com a gravação de voz do crime de extorsão mediante sequestro que sofreu João Lippert em 23 de janeiro de 1999. Após a reintegração de posse a minifita k7 não foi mais encontrada.

Márcia Fink ainda ameaçou levar Bruna Dartora, que era menor de idade na época ao Conselho Tutelar, pois sua mãe Dionéia Rodolfo da Rosa, não estava na casa no momento da reintegração de posse. Hoje Bruna Dartora é repórter cinematográfica e vice-presidente da Televisão TVS.

Suspeita-se que a oficial de justiça estivesse sob orientação dos na época reitores da ULBRA, Ruben Eugen Becker, Leandro Eugênio Becker e Pedro Menegat, de Tirone Lemos Michelin, do advogado Domingos Moreira Góes ou ainda do na época juiz Fábio Koff Júnior.

MÁRCIA FINK , MARIDO OU COMPANHEIRO E FILHOS DEVERÃO
PRESTAR ESCLARECIMENTOS À JUSTIÇA!