NOTÍCIAS PARA OS CINCO CONTINENTES

SERRALHERIA ANA NERY DE CANOAS/RS

No ano de 2014, a Serralheria Ana Nery, nome fantasia de Elisabete Kopiej Pire-ME, de Canoas foi contratada pela Televisão TVS, através de seu presidente João Lippert para confeccionar duas escadas para a Televisão TVS. Senhor Luís foi a pessoa que sempre atendeu João Lippert e dizia ser representante da serralheria.

Primeiramente, para que a Serralheria Ana Nery fizesse o orçamento das duas escadas, foi entregue ao senhor Luís cópia do Plano de Prevenção Contra Incêndio aprovado pelos Bombeiros, onde continha desenho das duas escadas, dos corrimãos, dos guarda-corpos, bem como todas as medidas exatas para a confecção.

Clique aqui e veja a planta com os desenhos e medidas das escadas!

A Serralheria Ana Nery deu orçamento para a confecção das duas escadas de acordo com o Plano de Prevenção Contra Incêndio no valor total de R$ 3.500,00, que foi pago com R$ 2.000,00 de entrada e R$ 1.500,00 na entrega e instalação das escadas.

Clique aqui e veja o orçamento e pedido!

Porém, após algumas remarcações de datas por parte da serralheria, através do senhor Luís, para instalação das escadas, o senhor Luís ainda quis trocar algumas medidas e formas das escadas, onde foi então afirmado por João Lippert que as escadas tinham que seguir o modelo e medidas aprovados pelos Bombeiros e não podiam ser feitas alterações.

Assim, no dia 24 de setembro de 2014 pela manhã, senhor Luís e seu filho chegaram na sede da Televisão TVS em Canoas para instalação da escada interna. Ao final do dia, senhor Luís disse que a escada estava pronta. Porém, não havia sido feito o guarda-corpo, o corrimão direito do primeiro lance da escada não havia sido feito, o corrimão direito do segundo lance da escada estava incompleto, além do primeiro lance da escada não estar de acordo com o plano aprovado.

Questionado por João Lippert sobre esta situação, o senhor Luís alegou que havia falado com os Bombeiros, levando o projeto consigo, e que os Bombeiros disseram ao senhor Luís que a escada poderia ficar do jeito que ele fez. Sobre o guarda-corpo que não foi feito, senhor Luís disse que isto era um adorno da escada e que a Televisão TVS quisesse a confecção e instalação, teria que pagar mais R$ 480,00.

No dia seguinte, 25 de setembro de 2014, seria instalada a escada externa.

Preocupado com a situação da escada interna, João Lippert solicitou que Bruna Dartora, repórter e vice-presidente da Televisão TVS entrasse em contato com a Fênix Extintores, que fez o Plano de Prevenção Contra Incêndio, para que o responsável verificasse a escada. Com isto, no dia seguinte, 25 de setembro de 2014 no período da manhã, o senhor Fernando esteve na sede da Televisão TVS e constatou todos os erros na escada interna, que já haviam sido constatados por João Lippert anteriormente. Senhor Fernando alegou que a escada não poderia ficar sem o corrimão um corrimão e com outro incompleto. O mesmo ainda constatou que o corrimão estava 10cm mais alto que no plano, que os degraus que deveriam ter 75cm ficaram com 70cm no segundo lance e com 60cm no primeiro.

No mesmo dia, no período da tarde, o senhor Luís e seu filho chegaram na sede da Televisão TVS para instalar a escada externa. Porém, ao final do serviço e escada externa tinha apenas um corrimão e não tinha uma sapata cimentada para fixa a escada no solo, estando solta.

Salienta-se que a Serralheria Ana Nery, através do senhor Luís, recebeu o valor total orçado e não forneceu nota fiscal do serviço.

Clique aqui e veja o cheque de pagamento e recibo comum!

João Lippert passou ao senhor Luís tudo que faltava ser finalizado nas duas escadas sem qualquer custo há mais, pois fazia parte do orçamento, e disse que pagaria o guarda-corpo, mesmo fazendo parte do orçamento, pois o senhor Luís negou-se a instalar o guarda-corpo sem o pagamento dos R$ 480,00.

Assim, foi acertado que entre os dias 29 de setembro e 03 de outubro de 2014, o senhor Luís voltaria à sede da Televisão TVS para finalizar as duas escadas e para instalar o guarda-corpo, onde no mesmo dia receberia pelo guarda-corpo.

Clique aqui e veja as fotos das escadas apontado o que ficou inacabado!

Entretanto, passou da semana agendada e o senhor Luís não apareceu nem entrou em contato. No dia 14 de outubro de 2014, Bruna Dartora ligou duas para o telefone fixo da serralheria, onde obteve nas duas vezes a informação que Luís não estava. João Lippert três vezes para o celular de Luís e nenhuma foi atendida. No dia 15 de setembro e no dia 21 de setembro de 2014, Bruna Dartora ligou novamente para a serralheria e novamente Luís não estava. Embora explicasse o caso e pedisse que Luís entrasse em contato o mais breve possível, Luís nunca entrava em contato. No dia 22 de setembro de 2014, Bruna Dartora ligou novamente para a serralheria e novamente Luís não estava, razão pela qual Bruna Dartora alertou que se Luís não entrasse em contato ainda no dia 22 de setembro, a Televisão TVS ingressaria na justiça. Mas como das outras vezes, Luís não entrou em contato.

Hoje tramita processo a respeito deste caso. Processo este onde inclusive a serralheria solicitou audiência de conciliação e na audiência no Foro de Canoas em meados de 2018, além de não apresentar nenhuma proposta e não ter interesse em conciliação, senhor Luís procedeu com ofensas contra João Lippert.

De outro lado, em 17 de abril de 2018, a advogada da serralheria enviou e-mail para a advogada da Televisão TVS, alegando que o senhor Luís foi até a sede da Televisão TVS para terminar as escadas e que João Lippert disse que não fizesse nada pois estaria mudando-se e não precisava mais. Mais um ato mentiroso da serralheria e do senhor Luís. Após o dia 25 de setembro de 2014, quando instalou a escada externa, senhor Luís nunca mais esteve na sede da Televisão TVS e nunca mais falou com João Lippert senão em audiência no Foro de Canoas. O senhor Luís esteve no dia 20 de março de 2018 no vizinho da Televisão TVS para tratar do portão do mesmo, mas em nenhum momento fez qualquer contato com João Lippert ou qualquer pessoa da Televisão TVS.

O processo será julgado no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul.

LUÍS, ESPOSA OU COMPANHEIRA E FILHOS DEVERÃO PRESTAR ESCLARECIMENTOS À JUSTIÇA, BEM COMO A PROPRIETÁRIA DA SERRALHERIA, MARIDO OU COMPANHEIRO E FILHOS!