Canoas, 13 de agosto de 2018.
(Atualizada em 14/09/2018)

PROPOSTA DE CONCILIAÇÃO EXTRAJUDICIAL PARA PEDRO DA SILVA REIS, LUÍS ROGÉRIO CARVALHO DE LIMA
E ÂNGELA MARIA LEDERHÓS DA SILVA.

O advogado Pedro da Silva Reis, o ex-delegado de Canela Luís Rogério Carvalho de Lima e a investigada de polícia de Canela Ângela Maria Lederhós da Silva, devem à Fundação & Mantenedora TESES - Templo Ecumênico Sagrado Espírito Santo, a quantia de R$ 500 mil reais cada um, pelo cancelamento do show de Zezé Di Camargo & Luciano em Gramado no ano de 2005 e pelo impedimento da compra de duas áreas de terra em Gramado para implantação do Templo TESES, onde inclusive, três cheques nunca foram devolvidos ao TESES, bem como pelo abalo moral e constrangimento causados pela invasão policial armada sem mandando ao escritório provisório do TESES em Canela, também em 2005.

Clique aqui e veja cópia dos cheques e do contrato da área de terra.

A indenização pode ser paga à vista com 50% de desconto ou parcelada em valores e parcelas que deverão ser acordados entre as partes. Em qualquer das duas formas, deverá o devedor depositar 10% do valor total da indenização antecipadamente como prova de boa-fé.

Seguem abaixo os dados da conta bancária para pagamento da indenização e o e-mail para contato.
Agência: 3866-0 | Conta: 21266-0 | Titular: João Manoel Lippert | E-mail: joaomlippert@hotmail.com

Se Pedro da Silva Reis, Luís Rogério Carvalho de Lima e Ângela Maria Lederhós da Silva aceitar esta proposta de conciliação extrajudicial, a Televisão TVS se eximirá de publicar nome e foto de Pedro da Silva Reis, Luís Rogério Carvalho de Lima e Ângela Maria Lederhós da Silva, bem como removerá nome e foto dos mesmos de todo e qualquer conteúdo em texto, imagem ou vídeo da Televisão TVS. Caso não aceitem a conciliação, os mesmos podem ingressar na justiça para requerer remoção de seus nomes e fotos.


Clique aqui e leia a história de vida de João Lippert e os crimes e boicotes que sofreu.