Em 13 de setembro de 2021, tem início, com base em documentos fornecidos por advogados da fundação que suportaria as obras do IESES no Brasil, as cobranças por perseguição ao repórter João Lippert, abalos morais, provocações, ofensas, abalos financeiros e outros danos. Todas as pessoas com fotos, nomes ou codinomes relacionados nesta página de notícias, serão cobradas pelos atos que cometeram contra o repórter João Lippert. Portanto, não importa a idade, sendo homem ou mulher. Todos serão comunicados à princípio pela Televisão TVS, pelo repórter João Lippert e seus advogados, dos valores que devem à João Lippert e suas empresas. Se forem intimados à prestarem depoimentos à justiça, não faltem com a verdade. Faltar com a verdade na justiça é crime previsto em Lei. Se forem intimados pela justiça e não comparecerem, serão conduzidos por força policial. As pessoas que já podem considerar-se intimadas são os três ex-reitores da Ulbra e algumas pessoas com codinomes.

Advogados da fundação que suportaria as obras do IESES no Brasil aconselham o repórter João Lippert a publicar fotos e nomes das pessoas com codinomes, por conta das provocações e ameaças contra o mesmo e suas empresas. Segundo conselho de um desembargador aposentado, que acompanha o caso há cerca de dois anos, o caso é gravíssimo. Todos com fotos, nomes ou codinomes já publicados nesta página de notícias, até que provem ao contrário na justiça, são suspeitos de conivência e dar apoio ao crime de EXTORSÃO MEDIANTE SEQUESTRO - CRIME HEDIONDO, que sofreu João Lippert em 23 de janeiro de 1999, ocorrido dentro do pátio da Unidade de Ensino IESES Sapucaia do Sul e cometido por Tirone Lemos Michelin, funcionário da Ulbra na época, a mando dos na época reitores da Ulbra, Ruben Eugen Becker, Leandro Eugênio Becker e Pedro Menegat. Todos com fotos, nomes ou codinomes já publicados nesta página de notícias, até que provem ao contrário na justiça, também são suspeitos de conivência com a destruição das escolas do Instituto IESES.




 

06 de dezembro de 2021

AMEAÇAS, DIFAMAÇÃO E CALÚNIA PODE DAR PRISÃO!

A Televisão TVS busca o paradeiro do homem com codinome “fórmula 1”, que vinha destruindo a cerca viva de boldos-de-jardim da Televisão TVS há mais de um ano. Tal senhor era ou ainda é companheiro da “senhora calibre 32”, senhora que juntamente com seu neto e mulher do neto e filhos também vinham destruindo a cerca viva há mais de cinco anos a facadas, com tesouras e quebrando, não respeitando o contrato de locação entre as partes.

O “fórmula 1” no dia 16 de novembro do corrente no período da tarde foi surpreendido pelo repórter João Lippert, quando o “fórmula 1” estava quebrando e cortando mais uma vez os galhos dos boldos. Após este ato e ter feito ameaças contra o repórter João Lippert, o “fórmula 1” deixou a casa da “senhora calibre 32” levando roupas e outros bens e não foi mais visto no local.

Quem souber o paradeiro do mesmo, favor entrar em contato com a Televisão TVS pelo e-mail: tvsinternacional@hotmail.com

Tal senhor será processado por calúnia, difamação e destruição de patrimônio privado. Até o momento, advogados calculam que o repórter João Lippert tem direito à indenização no valor de R$ 250 mil reais.

Tal senhor também falou para o “zé da borracha ou zé da pinga” que o repórter João Lippert era ladrão e “zé da borracha ou zé da pinga”, em alto e bom tom chamou o repórter João Lippert de ladrão por várias noites. Dessa forma, ambos tem o prazo de 10 dias da publicação dessa notícia para provarem o que disseram contra o repórter João Lippert.

Contudo, se dentro desse prazo de 10 dias para que os dois senhores provem o que disseram contra o repórter João Lippert, se os mesmos fizerem um pedido de desculpas a João Lippert por escrito e com assinatura reconhecida em cartório (que será publicado pela Televisão TVS), os processos indenizatórios não será ingressado contra os mesmos.

Não o fazendo, será ingressado com os devidos processos e fotos e nomes dos mesmos serão publicados.

Advogados estimam em torno de R$ 500 mil reais de indenização em processo contra “zé da borracha ou zé da pinga” pela calúnia, injúria e difamação.

EDITANDO VÍDEO


 

30 de novembro de 2021

RESPONSABILIDADE PASSA DE PAI PARA FILHO

Advogados da fundação concluem: o marido e vó do mesmo, bem como os três filhos, da mulher que ofendeu o repórter João Lippert, estavam presentes quando tal mulher "evangélica" disse tamanhas barbaridades ao repórter João Lippert, e portanto, todos eles são coniventes com o ato de tal senhora. Assim sendo, responderão também por tais atos na justiça.Tal senhora "evengélica" ainda tem um filho de menor idade, que ao completar maior idade também responderá pelos mesmos atos.

Os atos cometidos pela senhora "evangélica" poderia ser, até que ao contrário seja provado na justiça, um projeto ou plano da "senhora calibre 32", executado pela senhora "evangélica, seus três filhos e seu marido (o "obreiro").


 

29 de novembro de 2021

PROPOSTA DE ACORDO FINANCEIRO AOS EX-REITORES DA ULBRA E A UNIVERSIDADE FEEVALE

Repórter João Lippert quer encaminhar proposta de acordo financeiro ao hoje ex-reitores da Ulbra, Ruben Eugen Becker, Leandor Eugênio Becker e Pedro Menegat, através de seus advogados.

Aos advogados dos mesmos, favor entrar em contato através do e-mail da Televisão TVS:
tvsinternacional@hotmail.com

Da mesma forma, o repórter João Lippert quer encaminhar proposta de acordo financeiro ao atual reitor da Universidade Feevale, através de seus advogados.

Aos advogados do mesmo, favor entrar em contato através do e-mail da Televisão TVS:
tvsinternacional@hotmail.com

FAVOR ENTRAR EM CONTATO COM A MÁXIMA URGÊNCIA


 

25 de novembro de 2021

MUDANÇA DE PRAZO

Advogados da fundação querem reduzir o prazo para resposta de possíveis acordos, de dez dias para cinco dias, para obter resposta de tais pessoas.

É oportuno salientar que todos os envolvidos são suspeitos, até que provem ao contrário na justiça, de conivência ou envolvimento direto ou indireto com o crime de extorsão mediante sequestro sofrido pelo repórter João Lippert. Crime cometido por Tirone Lemos Michelin, a mando dos na época reitores da Ulbra, Ruben Eugen Becker, Leandro Eugênio Becker e Pedro Menegat.

A redução do prazo para resposta em relação a possíveis acordos, é em razão de que "zé da borracha ou zé da pinga" não se abstém de provocações.


 

20 de novembro de 2021

EVANGÉLICOS, FIÉIS À CRENÇA, NÃO DIZEM TAIS PALAVRAS!

Notem que tal senhora que se denomina “evangélica” disse com suas palavras que um homem estava “rondando o pescoço” do repórter João Lippert. Neste caso, tal senhora deverá apontar o nome do homem que estaria “rondando” o pescoço do repórter João Lippert.

Seria o próprio marido de tal senhora, um ex-obreiro evangélico?

Seria o atual companheiro da “senhora calibre 32”?

Seria o homem com codinome “zé da borracha ou zé da pinga”?

Seria o próprio filho de tal senhora, que hoje é de maior idade e pode responder por seus atos?


 

16 de novembro de 2021
(atualização em 17/11/2021)

MELHOR É VIVER

Repórter João Lippert, médium, pesquisador universitário nas área humana e veterinária, técnico em laboratório, técnico em eletrônica e técnico em apicultura, músico e empresário, irá cobrar todas as ofensas e prejuízos morais e financeiros causados à sua pessoa e à Televisão TVS.

As cobranças serão através da justiça, mas poderão serem feitos acordos extrajudiciais.
As cobranças e seus valores ocorrerão aleatoriamente.

Em caso de acordos firmados e concretizados, na justiça ou extrajudicialmente, todas as notícias, nomes e fotos da pessoa que firmou o acordo serão retirados do site da Televisão TVS.

Entretanto, a senhora "evangélica" terá que apontar na justiça quem seria o homem que estaria "rondando o pescoço" do repórter João Lippert, como afirmado pela própria em gravação que segue na notícia anterior a esta. Tal senhora também deverá apontar na justiça quem teria dito ao seu filho que o mesmo não seria preso por ser de menor idade. Hoje sendo o filho de tal senhora de maior idade, advogados da fundação deverão requerer intimação do mesmo para prestar esclarecimentos.


 

14 de novembro de 2021

PALAVRAS DE UMA SENHORA EVANGÉLICA?

Mãe de família com três filhos, da qual o repórter João Lippert foi padrinho de casamento,
tal senhora não teve e não tem noção de suas próprias palavras, não respeitando nem mesmo a presença
de seu marido e seus filhos. Tal senhora não teve e não tem noção do que é ter educação.


 

11 de novembro de 2021

CERCA VIVA DA TELEVISÃO TVS

Técnicos de laboratório vão realizar, dentro da próxima semana, fotos e vídeos da cerva viva de boldo-de-jardim da Televisão TVS, a qual vêm sendo destruindo, quebrada e cortada há cinco anos pela "senhora calibre 32", seu companheiro, neto e esposa.


 

10 de novembro de 2021

LEGÍTIMA DEFESA

Repórter João Lippert, após mais de cinco anos tendo sua cerca viva de boldos-de-jardim destruída, quebrada e cortada a facadas e com tesouras, além de várias ameaças, ofensas, difamações e provocações sofridas, no dia de ontem, 09/11/2021, quando uma das pessoas novamente começou a cortar e quebrar as plantas, o repórter João Lippert disparou para o alto, usando sua Pistola C11 Airgun Co2 Rossi Wingun, no intuito de defender sua propriedade.

O repórter João Lippert já havia pedido várias vezes a tais pessoas, inclusive na justiça, que as mesmas parassem de destruir a cerca viva, porém, tais pessoas nunca respeitaram, nem mesmo a justiça. São elas: “senhora calibre 32”, seu atual companheiro, seu neto e esposa do mesmo, além de outros familiares e amigos de tal senhora, sendo um deles o “zé da borracha” que teria chamado o repórter João Lippert de ladrão, além de sua mulher e outros.

Mais esse caso está sendo encaminhado à justiça.


 

07 de novembro de 2021

PROVÁVEIS SUSPEITOS DE TER CONTRATO DUAS PESSOAS PARA
ASSASSINAR UM PAI DE FAMÍLIA


 

01 de novembro de 2021

CRIANÇAS

Canoas/RS pode estar na rota do tráfico de crianças ou doações de crianças sem autorização da justiça.
A Televisão TVS está investigando.


 

28 de outubro de 2021

HORA DA VERDADE

Advogados do repórter João Lippert vão requerer na justiça autorização para processar três juízes do Rio Grande do Sul, que cometeram o crime de PREVARICAÇÃO, chefes de cartórios, promotoras públicas e outras autoridades e servidores públicos pelo mesmo crime.


 

19 de outubro de 2021

EIS A PROVA: MAUS ACORDOS NÃO RESOLVEM.

Em relação a isto diz o repórter João Lippert.
"O Ministério Público também deveria investigar juízes, promotores, investigadores, chefes de cartórios e delegados. Denunciei autoridades em suas corregedorias competentes, porém, as autoridades nunca foram responsabilizadas."

Também diz o repórter João Lippert.
"Juíza do Foro de Canoas da área cível arquivou processo indenizatório que movi contra o ex-reitor da Ulbra Ruben Eugen Becker, segundo informações que temos, por 'excesso de provas'. Excesso de provas? Estou buscando mais informações."

Ainda diz o repórter João Lippert.
"De outro lado, um chefe de cartório da Polícia Civil de Canoas, teria passado informações sigilosas a meu respeito para a 'senhora calibre 32', para uma de suas filhas e para a senhora que mandou que eu filmasse suas partes íntimas. Movi também processo contra essa última senhora, mas o processo foi arquivado e a mesma continua me difamando e caluniando para vizinhos e conhecidos. Um dos casos mais graves que esta senhora e seu marido falaram a meu respeito, foi difamar-me de ladrão para o vizinho de codinome 'zé da borracha ou zé da pinga'. Advogados da fundação, querem que a justiça investigue esse fato. Eu pessoalmente quero que esse senhor prove isto na justiça. Quero também que esta senhora e seu marido provem isto na justiça. Se a 'senhora calibre 32' não relatou o acordo que fez comigo, é problema deles. Ela queria que eu enterrasse ou jogasse em um rio a arma de fogo que ela tinha dentro de casa e ainda moveu duas ações indevidas de despejo contra minha pessoa. Na verdade o que esta 'senhora calibre 32' queria, era se livrar da arma após ter a guardado por mais de vinte anos, porém, o que eu fiz foi entregar a arma na justiça."


 

 

18 de outubro de 2021

NEGOCIAÇÃO CORRUPTA CONTRA O IESES

Empresário, diretor de uma empresa em São Paulo, Antônio César O. Bassetti, vendeu as garantias bancárias do Instituto IESES, emitidas pelo ABN Amro Bank, para a Universidade Ulbra, que receberia os valores das garantias.

Fizeram parte desta negociação, até que se prove ao contrário na justiça, Pedro Menegat (ex-pró-reitor de administração da Ulbra), Leandro Eugênio Becker (ex-vice-reitor da Ulbra), Ruben Eugen Becker (ex-reitor da Ulbra) e Domingos Moreira Góes (ex-advogado da Ulbra).

Essa negociação para a Ulbra foi feita sem qualquer consentimento ou conhecimento de João Lippert, diretor geral do Instituto IESES na época. Tudo foi encaminhado para o ABN Amro Bank através do funcionário do banco, Ronald José Reboredo Suarez.

A quadrilha dos na época reitores da Ulbra, tinha a intenção de se adonar de todos os projetos sociais e humanitários do Instituto IESES.


 

14 de outubro de 2021

OS RELIGIOSOS, OS SUPOSTOS HOMENS DE DEUS.

Bolsonaro e alguns seguidores estão domesticados por pastores evangélicos.

Pastor Malafaia é suspeito de mandar um de seus advogados ameaçar o repórter João Lippert, após ter denunciado os na época reitores da ULBRA na Receita Federal.

Clique aqui e veja a denúncia

A Televisão TVS está tentando uma entrevista com o pastor Malafaia.

De outro lado, Clóvis Voese, Elizon D'Aquino Costa e Agusto César Cardoso são suspeitos de conivência com o crime de extorsão mediante sequestro de João Lippert, na época em que era diretor geral do IESES, hoje presidente da instituição.


 

10 de outubro de 2021

Qualquer pessoa com foto ou codinome publicado no site da Televisão TVS, até que provem ao contrário na justiça brasileira, são suspeitos de conivência com o crime de extorsão mediante sequestro à mão armada contra o repórter João Lippert, ocorrido em 23 de janeiro de 1999 em Sapucaia do Sul/RS.

NOVAS FOTOS DE PESSOAS COM CODINOMES
EDITANDO


 

25 de setembro de 2021

ESCLARECIMENTO:
REPÓRTER JOÃO LIPPERT,
PRESIDENTE DA TELEVISÃO TVS.


Denunciei o na época reitor da Ulbra, Ruben Eugen Becker, na Receita Federal, após tentar por cerca de três meses falar com o mesmo. Nunca fui permitido pelo advogado dele na época, Domingos Moreira Góes. O mesmo advogado envolvido na destruição da Unidade de Ensino IESES Novo Hamburgo e provavelmente no embargo da Unidade de Ensino IESES Sapucaia do Sul.

 

 

Milton da Encarnação, torneiro mecânico da Ulbra na época, produziu a meu pedido, para o laboratótio apícola da Ulbra, um alongamento para minha câmera para filmar microscópicamente as imagens que estão nos vídeos de pesquisas. Após eu sair da Ulbra, após sete pedidos de desligamento da universidade e três anos e oito meses de trabalho na universidade, Milton da Encarnação, à pedido dos então reitores da Ulbra, distribuiu mais de mil cópias de uma matéria caluniosa e difamatória publicada pelo Jornal de Gramado contra minha pessoa.
Clique aqui para ver a matéria.

EDITANDO TEXTO, IMAGENS E VÍDEO.


 

24 de setembro de 2021

NÃO RESPEITAM NEM A JUSTIÇA

"Senhora calibre 32", seu companheiro, neto e esposa do neto, não respeitaram decisão da justiça e voltaram a destruir a cerca viva de boldos-de-jardim da Televisão TVS.

Advogados da TVS estão ingressando novamente na justiça nos próximas dias.


 

11 de setembro de 2021

BOLSONARO, ALGUNS SEGUIDORES E ALGUNS RELIGIOSOS, PODEM SER INIMIGOS PÚBLICOS DO BRASIL!


 

10 de setembro de 2021

QUE DUPLA!

Você foi intimado a prestar esclarecimentos ou dar depoimentos à justiça?
Você falou somente a verdade, nada mais que a verdade, na justiça? Ou faltou com a verdade?
Você sabia que quem falta com a verdade na justiça, pode ser preso com até dois anos de reclusão e multa?
Não importa sua idade. E se você apresentar um laudo atestando problemas mentais, ao invés de reclusão em uma penitenciária será um instituto psiquiátrico.

Zezé Di Camaro & Luciano, os religiosos que se apropriaram indevidamente de um cheque no valor de R$ 149 mil reais, destinado à pagar um show que os mesmos cancelaram. O cheque nunca foi devolvido, restando os danos morais e prejuízos financeiros à Fundação & Mantenedora TESES. O show arrecadaria alimentos não perecíveis, que seriam doados à instituições de caridade da Serra Gaúcha e da Região Metropolitana de Porto Alegre, além de arrecadar fundos para a implantação do Templo TESES na cidade de Gramado.

Clique aqui e veja a cópia do cheque.

Tudo indica que a dupla agiu à mando dos na época reitores da Ulbra, Ruben Eugen Becker, Leandro Eugênio Becker e Pedro Menegat, possivelmente por intermédio do advogado Domingos Moreira Góes, Tirone Lemos Michelin (que cometeu o crime de extorsão mediante sequestro contra João Lippert em 1999) e outros cúmplices.

Zezé Di Camargo há uns três meses atrás, em meados de maio, foi internado com fortes dores no peito e foi submetido à um cateterismo. CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS

Zezé Di Camargo & Luciano interferiram na implantação do Templo TESES em Gramado.

Diz o repórter João Lippert:
"Zezé Di Camargo & Luciano me devem à título de indenização, cerca de R$ 500 mil reais cada um."



 

09 de setembro de 2021

A RESPONSABILIDADE DE BOLSONARO COM OS BRASILEIROS

BOLSONARO TRAIU O BRASIL

BOLSONARO TRAIU SÉRGIO REIS

BOLSONARO TRAIU ZÉ TROVÃO EM RELAÇÃO AOS CAMINHONEIROS DO BRASIL
E ELE PODE COBRAR RESPONSABILIDADE DE BOLSONARO, "O MESSIAS".


 

04 de setembro de 2021

OS PIORES RELIGIOSOS DA TERRA

Além de outros religiosos suspeitos de cometerem crime de extorsão mediante sequestro, destruição de escolas do Instituto IESES e outros crimes.

Instituição de concursos públicos que usa a mesma sigla IESES é suspeita de envolvimento no crime de extorsão mediante sequestro do repórter João Lippert em 1999.

O presidente do Brasil, seus filhos e esposa, jamais serão eleitos novamente. Presidente tenta golpe contra o Brasil para se manter no poder.

Entre os religiosos está um ex-obreiro, sua mulher, avó com codinome “senhora calibre 32” e filha da mesma, uma delas com codinome “preta” suspeita de ser a administradora dos atos cometidos pela família.


 

30 de agosto de 2021

72 HORAS

Advogados da fundação que suportaria as obras do IESES no Brasil, vão dar 72 horas para a mulher que mandou que o repórter João Lippert filmasse suas partes íntimas, seu padrinho de casamento, para que a mulher esclareça a calúnia que fez dizendo que o repórter instalou câmera nos fundos de sua residência para filmar menores de idade, netas do vizinho dos fundos.

A mesma também é suspeita de ter caluniando e difamado o repórter João Lippert para o homem com codinome “zé da pinga ou zé da borracha”, homem que chamou o repórter de “ladrão”. Tal pessoa também terá 72 horas para esclarecer e provar essa calúnia.

De outro lado, como já dito em outras notícias, todos os aluguéis e impostos do imóvel onde reside o repórter João Lippert e é sede da Televisão TVS, estão rigorasamente em dia e pagos com depósito judicial desde 2019.


 

25 de agosto de 2021

MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL FAZ ACORDO COM SEQUESTRADOR PARA NÃO FORNECER O ENDEREÇO DO MESMO

Em relação a isto diz o repórter João Lippert: "Só esta atitude do Ministério Público prova que o sequestro ocorreu. Portanto, Tirone Lemos Michelin sequestrou-me a mando dos hoje ex-reitores da Ulbra, Ruben Eugen Becker, Leandro Eugênio Becker e Pedro Menegat."


 

23 de agosto de 2021

Notícia 01: SÉRGIO REIS DÁ ENTREVISTA AO DOMINGO ESPETACULAR E FALA SOBRE AS POLÊMICAS EM QUE ESTÁ ENVOLVIDO

CLIQUE AQUI E ASSISTA AO VÍDEO

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Notícia 02: PERSEGUIÇÃO E INDENIZAÇÕES

Na antiga sede da TVS e residência de João Lippert, o locador, agindo de má fé, na época ingressou com duas ações de despejo conta o repórter João Lippert. Ações indevidas justamente porque os aluguéis e impostos sempre foram pagos rigorosamente em dia.

A primeira ação de número 008/1.12.0026001-0, o juiz julgou improcedente e arquivou. Na segunda ação, antes da mesma ser finalizada, o repórter João Lippert deixou o imóvel de livre e espontânea vontade por ter localiza outro imóvel para locar, e entregou as chaves do imóvel na justiça dentro do processo em questão de número 008/1.13.0008997-8, sendo o mesmo julgado extinta então pelo magistrado.

Em relação a isto diz o repórter João Lippert: “Deste senhor quero ser ressarcido dos valores que gastei com advogados para defender-me na justiça dessas ações indevidas, como de fato fiz. O valor corrigido atinge cerca de R$ 200 mil reais. Não concordo, o mesmo deverá à justiça.”

Da mesma forma que este locador, a atual locadora da sede da Televisão TVS e residência do repórter João Lippert, “senhora calibre 32”, agiu de má fé e ingressou com duas ações indevidas de despejo contra a TVS e o repórter João Lippert, possivelmente tendo sugestão do antigo locador e seu filho e companheira do filho. Da mesma forma, as ações são indevidas porque os aluguéis e impostos sempre foram pagos rigorosamente em dia, sendo pagos atualmente desde 2019 com depósito judicial.

Uma das ações já foi devidamente arquivada pela justiça e a outra encontra-se em tramitação.

Em relação a isto diz o repórter João Lippert: “Em relação a estas duas ações, também quero ser ressarcido dos valores que tive que gastar com advogados para defender-me na justiça. A primeira ação indevida que já foi arquivada pela justiça, o valor corrigido atinge cerca de R$ 100 mil reais. Na segunda ação que encontra-se em tramitação, quando a mesma for arquivada, também quero ser ressarcido e o valor poderá ultrapassar os R$ 100 mil reais. Nesse total que certamente será mais de R$ 200 mil reais, está incluído também indenização pela destruição de patrimônio da cerca-viva de boldo de jardim da Televisão TVS, além de ofensas, calúnias e difamações feitas pela “senhora calibre 32”, além de todo o transtorno e gastos da TVS para ajudar uma de suas filhas à pedido da mesma que comprou um carro com placa clonada.”

Também diz o repórter João Lippert: “Em relação ao companheiro da “senhora calibre 32”, por ofensas, provocações, difamações e calúnias feitas pelo mesmo, quero ser indenizado no valor aproximado de R$ 100 mil reais. Em relação ao neto de tal senhora e esposa do mesmo, quero receber pela filmagem feita do casamento do casal no civil e religiosa, que foi gravada em DVD e entregue ao casal, além de indenizado pelas ofensas, calúnias e difamações feitas pelos mesmos. O valor total chega a R$ 50 mil reais.”

Ainda diz o repórter João Lippert: “Do senhor com codinome “zé da borracha ou zé da pinga” ou ainda “fanfarrão”, por provocações, ofensas, calúnias e difamações, a indenização chega a R$ 250 mil reais.”

Por fim, diz o repórter João Lippert: “Para colaborar com o pagamento das indenizações, estou aceitando além de recursos financeiros, propriedades como casas, apartamentos, sítios, além de veículos como carros, motos, bicicletas, triciclos e outros. Se as indenizações acima referidas forem devidamente pagas, tudo intermediado pela justiça, saio do imóvel locado no prazo de seis meses a partir do recebimento das indenizações. Proponho que os senhores parem com as provocações, ofensas e difamações."


 

21 de agosto de 2021

SÉRGIO REIS NA POLÍCIA FEDERAL

CLIQUE AQUI E ACOMPANHE AS NOTÍCIAS EM RELAÇÃO AO CANTOR SÉRGIO REIS

Em relação a isto, diz o repórter João Lippert: "Espero que Roberto Carlos não faça como Sérgio Reis. Espero que não se envolva nessas questões desse jeito. Mas conhecendo Roberto Carlos e sabendo de sua inteligência, sei que ele não o fará."


 

18 de agosto de 2021

SÉRGIO REIS PODE SER PRESO HOJE
18/08/2021

Sérgio Reis, você e a dupla Zezé Di Camargo & Luciano tomaram café na cueca de Bolsonaro? Eu preferia ver você comendo em panelas velhas nos circos, Sérgio Reis, como você fazia no Circo México, quando lá eu era músico e você lá se apresentava.

Sérgio Reis. Não se ameaça o STF nem o TSE. Na verdade, não se ameaça ninguém. Ameaça é crime. Busque a justiça nas formas da Lei. Sei que infelizmente existem autoridades corruptas dentro do Judiciário brasileiro. Porém, mesmo assim devemos seguir dentro da Lei, para não sermos como essas autoridades corruptas.

Já tem um monte de gente próxima da sede da TVS que pensa em mudar do bairro ou do país em razão de besteiras que eles mesmos fizeram contra minha pessoa e contra a Televisão TVS. De repente, faça isso também Sérgio Reis. Então Sérgio Reis, não tem nada para fazer, não tem show para fazer, vai rachar uma lenha.

E Zezé Di Camargo & Luciano, a mando dos hoje ex-reitores da Ulbra, ficaram em posse do meu cheque no valor de R$ 149 mil reais e não me devolveram após os mesmos cancelarem o show que iam fazer em Gramado, o que é crime de apropriação indébita.

Clique aqui e veja a cópia do cheque.

Os hoje ex-reitores da Ulbra, Ruben Eugen Becker, Leandro Eugênio Becker e Pedro Menegat, impediram a implantação e destruíram as escolas IESES em Sapucaia do Sul, Novo Hamburgo e Gramado, bem como a universidade IESES em Glorinha.

De outro lado, os pagamentos dos aluguéis e impostos da locação da Televisão TVS estão rigorosamente em dia. Todos depositados na justiça. Vão reclamar com a justiça! Querem que a TVS e minha pessoa se mudem? Primeiro me reembolsem os valores que me fizeram gastar com advogados para me defender na justiça dos ações indevidas de despejo e os valores que gastei para ajudar tal senhora locadora e seus familiares como filhas, neto e esposa do mesmo, o que com juros soma-se mais de R$ 60 mil reais. Só o que me deve o senhor "zé da borracha ou zé da pinga", já passa de R$ 100 mil segundo cálculo de advogados. O senhor proprietário do imóvel, onde antes era locado por minha pessoa e pela TVS, também deve-me indenização, pois sempre paguei rigorosamente em dia os aluguéis e mesmo assim ele moveu duas ações indevidas de despejo. Segundo a pessoa que mandou que eu filmasse suas partes íntimas, do pátio dela ela gritou várias vezes que quem teria aconselhado a "senhora calibre 32" a mover ações de despejo contra minha pessoa e a TVS, teria sido o locador da antiga sede da TVS. Portanto, ele também me deve.

Isto chama-se indenização e vou cobrar de todos eles!

Clique aqui e veja mais notícias sobre Sérgio Reis.


 

13 de agosto de 2021 (atualizado em 16 de agosto de 2021)

MAIS CALÚNIAS E DIFAMAÇÕES FEITAS PELA "SENHORA CALIBRE 32", SEU COMPANHEIRO E SEUS FAMILIARES.

Desde quando a "senhora calibre 32" (locadora) se negou a receber o pagamento do aluguel do imóvel locado pela Televisão TVS e pelo repórter João Lippert, em meados de 2019, os aluguéis vem sendo pagos religiosamente com depósito judicial. A justiça, até o momento, não liberou esses valores para serem sacados pela "senhora calibre 32".

Possivelmente foi entendido pela justiça, uma tentativa de tal senhora de ludibriar a própria justiça, pois a mesma enviou documento de seu advogado assinado pela própria aos seus inquilinos requerendo o não pagamento do aluguel, e isto fez a justiça entender que a mesma não necessita de tais recursos para sobreviver. Possivelmente a mesma só poderá sacar esses recursos quando o processo for finalizado. O documento em questão consta no processo.

Entretanto, segundo informações de terceiros, a "senhora calibre 32" e seus familiares, inclusive seu companheiro e seu neto "religioso," têm feito comentários maldosos de que o aluguel não vem sendo pago e que a mesma não consegue retirar os inquilinos, Televisão TVS e João Lippert, do imóvel. E envolveu o vizinho de codinome "zé da borracha ou zé da pinga" e outros vizinhos para tumultuarem na tentativa de retirar a Televisão TVS e o repórter João Lippert do imóvel.

Isto configura calúnia e difamação, como já fizeram outras vezes.

Documento abaixo que comprova o pagamento do último aluguel e último imposto, ou seja, julho de 2021.
No processo em questão, o qual o número consta no documento abaixo, podem ser visualizados todos os pagamentos que são feitos com depósito judicial desde abril de 2019 pela Televisão TVS e pelo repórter João Lippert. Portanto, nunca houve falta de pagamento do aluguel e tal senhora e seus familiares e alguns vizinhos, são mentirosos e deverão prestar esclarecimentos à justiça.


 

11 de agosto de 2021

TODOS RESPONDERÃO PELOS CRIMES COMETIDOS CONTRA O REPÓRTER JOÃO LIPPERT

Ex-reitores da Ulbra, Ruben Eugen Becker, Leandro Eugênio Becker e Pedro Menegat, o advogado Domingos Moreira Góes, Tirone Lemos Michelin e outros, responderão na justiça por crime de extorsão mediante sequestro.

Zezé Di Camargo & Luciano, proprietários da Farmácia São José de São Francisco de Paula e diretores da AELBRA, responderão na justiça por crime de apropriação indébita.

Algumas autoridades do Rio Grande do Sul, como desembargadores, juízes corregedores, juízes, promotoras e autoridades policiais, responderão na justiça por prevaricação.

Senhor com codinome “zé da borracha ou zé da pinga” e alguns familiares, responderão na justiça por calúnia, injúria e difamação.


 

26 de julho de 2021

PODE DAR PRISÃO

Advogados da Televisão TVS e repórter João Lippert recebem mais de 100 documentos, que estão à disposição da justiça, que provam ao contrário das calúnias e difamações que a "senhora calibre 32" e seus familiares e amigos fizeram contra o repórter João Lippert. Estas calúnias e difamações podem ter sido mais uma manobra dos hoje ex-reitores da Ulbra, Ruben Eugen Becker, Leandro Eugênio Becker e Pedro Menegat e seus advogados, contra João Lippert e contra a Televisão TVS.


 

22 de julho de 2021

ACORDOS E ACORDOS

Senhora com codinome "calibre 32" deu R$ 23 mil reais para o repórter João Lippert por prestações de serviços acordadas com a senhora calibre 32 e sua filha de codinome "preta". A senhora calibre 32 foi casada duas vezes, uma com o primeiro marido já falecido e a segunda vez com o sr. José, seu primo, que era agiota. O que se sabe é que a senhora calibre 32 "tirou" o sr. José de sua família, esposa e filhos, trazendo o mesmo para morar matrimonialmente em sua casa. Com o passar de cerca de dois anos, tal senhor passou a sofrer de Alzheimer. A senhora calibre 32 um dia resolveu fazer um contrato de união estável e após o interditou, tomando posse de todos os bens do mesmo e o internando em uma clínica geriátrica, onde veio a falecer, ficando a senhora calibre 32 com os bens do mesmo. O que se tem notícias é que tal senhor teria aproximadamente R$ 300 mil reais em conta bancária, sendo transferido pela senhora calibre 32 para sua conta própria no Banco do Brasil e de sua filha "preta".


 

22 de julho de 2021

ACORDOS E ACORDOS

Presidente da Televisão TVS, João Lippert, determinou em 72hs, a publicação dos documentos datados dos valores pagos pela "senhora calibre 32" e que a mesma ou seu companheiro "homem urubu" falou para o "zé da borracha ou zé da pinga" que João Lippert teria lhe roubado R$ 50 mil reais.

Diz João Lippert: "Em razão da pandemia, vou propor um acordo para não falar mais sobre isso. Também vou propor um acordo com a mulher que mandou que eu filmasse suas partes íntimas e com o vizinho que chamou a entidade 13º de gnomo, além de outros."


 

20 de julho de 2021

A Televisão TVS procura os hoje ex-reitores da ULBRA, Ruben Eugen Becker, Leandro Eugênio Becker e Pedro Menegat.

Quem tiver informações sobre o paradeiro dos mesmos,
entre em contato com a Televisão TVS.

E-mail: tvsinternacional@hotmail.com
Whatsapp (apenas mensagens): (51) 9 8619-1074

Garantimos seu sigilo absoluto!


 

15 de julho de 2021

ZOMBOU DO 13º
ZOMBOU DE DEUS
ZOMBOU DO ESPÍRITO SANTO

O presidente Jair Bolsonaro está internado em São Paulo depois de ser diagnosticado com uma obstrução intestinal.

CLIQUE AQUI E ACOMPANHE AS NOTÍCIAS


 

13 de julho de 2021

TIRO NO PÉ

Advogados da fundação que suportaria as obras do IESES no Brasil, informaram à três dias atrás, ou seja, sábado dia 10/07, que homem com codinome “zé da borracha ou zé da pinga”, sua mulher ou companheira e sua sogra, poderão ser intimados por outras comarcas, podendo ainda ter audiência online em razão da pandemia. A filha menor do casal, que deverá ser intimada pelo Conselho Tutelar, a audiência deverá ser realizada de forma presencial.


 

13 de julho de 2021

CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DEVERIAM PASSAR POR LAUDO PSIQUIÁTRICO FORENSE

Presidente da Televisão TVS, João Lippert, propõe que todos os candidatos à presidência do Brasil para 2022, deveriam passar por um laudo psiquiátrico forense, para que os brasileiros não tenham outro "bozo" na presidência, destruindo o nosso Brasil.

Também defendo a pesquisa do uso da apitoxina (veneno da abelha), produto natural, contra a Covid-19 e outras doenças.


 

12 de julho de 2021

COVER DE BOA MÚSICA PODE ESTAR CAUSANDO INVEJA EM VIZINHOS DO REPÓRTER JOÃO LIPPERT

Advogados da fundação que suportaria as obras do Instituto IESES no Brasil, denunciam na justiça o homem com codinome “zé da borracha ou zé da pinga”, por provocação e ameaça ao repórter João Lippert. Este senhor é suspeito de estar recebendo ordens da “senhora calibre 32”, de seu neto ex-obreiro e mulher que mandou que o repórter João Lippert filmasse suas partes íntimas, bem como dos hoje ex-reitores da Ulbra através do advogado Domingos Moreira Góes.

O fato foi em razão do animal de estimação de tal senhor estar urinando e defecando no terreno da frente do repórter João Lippert, e quando o repórter João Lippert disse que se o animal de tal senhor fosse visto fazendo isso novamente, ele atiraria um balde de água no animal. E com isto, alterado, tal senhor respondeu: “Se fizer isto, vai ver o que eu faço contigo.” O que foi entendido pelo repórter como provocação e ameaça.

Alguns vizinhos são suspeitos de provocarem o repórter João Lippert, em razão das músicas que o mesmo grava e publica na Internet, como a última gravada “Cuidado” do cantor Eduardo Costa.


 

10 de julho de 2021

FILHA MENOR DEVERÁ SER INTIMADA

Filha menor do homem com codinome "zé da borracha ou zé da pinga" e esposa ou companheira do mesmo, deverão ser intimadas a prestarem esclarecimentos à justiça.
A filha menor deverá ser intimada e prestar esclarecimentos em juiz, através do Conselho Tutelar.


 

03 de julho de 2021 (atualização em 05/07/2021)

POR QUE FIZERAM ISSO?

Por que os filhos e netos da senhora calibre 32 não entregaram na justiça na campanha no desarmamento, a arma que a mesma mantinha escondida em seu armário por 20 anos? Por que tinha que ser o repórter João Lippert a entregar?

Em relação a arma de fogo calibre 32 escondida de guarda-roupas no quarto da senhora com codinome calibre 32, é a razão para tentar descobrir os assassinos de um pai de família assassinado com três tiros justamente no dia dos pais, na frente da propriedade da então senhora calibre 32.

De outro lado, na urgência de passar para o seu nome, o usufruto de uma propriedade, hoje locada pela Televisão TVS, e também na urgência de receber o valor de uma apólice de seguros de aproximadamente um milhão de reais, a senhora calibre 32 disse ao repórter João Lippert: Pra quê investigar os assassinos? Ele já tá morto!

Quem teria contratado os três homens encapuzados para assassinar tal pai de família?

Teria sido o amigo da senhora calibre 32, com codinome zé da borracha ou zé da pinga, que chamou o repórter João Lippert de ladrão e intitulou a entidade 13º de gnomo?

Teria sido o homem com codinome homem urubu, que quase colocou fogo na casa da senhora calibre 32 por ligar a rede elétrica errada?

Teria sido o neto da senhora calibre 32 de codinome tapado ou obreiro?

Possivelmente fizeram isso para ficar de posse da propriedade e dos recursos da apólice de seguros.

Em relação ao homem com codinome tapado ou obreiro, tapado foi como ele e sua família chamaram o repórter João Lippert. Entretanto, chamaram-o assim mesmo após o repórter João Lippert ter conseguido através da Televisão TVS na Secretaria de Saúde, que a esposa dele fosse internada para tratamento. Tal mulher ainda disse na frente do marido e filhos, que o repórter João Lippert filmasse suas partes íntimas. Disse isso mesmo após o repórter João Lippert ter sido padrinho de seu casamento, o que hoje está sendo requerido por João Lippert ser removido de padrinho.

Codinome da mulher do zé da borracha ou zé da pinga: bláblábláblá. Certa noite, esta senhora ao chegar em sua casa por volta da meia-noite com o zé da borracha ou zé da pinga, seu animal de estimação foi encontrá-los e certamente pulava nela ao sair do veículo e ela xingava o animal e dizia em voz alta: Tá com dó dela? Leva pra tua cama!

Advogados da fundação que suportaria as obras do Instituto IESES no Brasil, ao verem a publicação de hoje, determinada pelos mesmos, advogados estão requerendo na justiça, proteção policial e garantias de vida ao repórter João Lippert e requerendo intimação de todos os envolvidos nesta publicação.


 

29 de junho de 2021

O presidente da Televisão TVS, o repórter João Lippert envia para a fundação que suportaria as obras do IESES no Brasil, proposta para a fundação suportar o novo projeto do IESES – Instituto Educacional Sagrado Espírito Santo.

Diz João Lippert: “Se tirarem o prefeito corrupto Darci Lima da Rosa de Glorinha, podemos propor que o novo projeto seja instalado naquela cidade.”

CLIQUE AQUI E VEJA O NOVO PROJETO

Ainda diz João Lippert: "De outro lado, com a condenação dos hoje ex-reitores da Ulbra e seus cúmplices com nomes e codinomes nesta página de notícias, que deverão fazer perícia médica psiquiátrica no Instituto Psiquiátrico Forense, poderemos recomeçar a vida do Instituto IESES – Instituto Educacional Sagrado Espírito Santo."


 

25 de junho de 2021

REPÓRTER JOÃO LIPPERT FAZ REVELAÇÕES

A música “Que Diabo Você Tinha”, que foi gravada pelo saudoso Jair Rodrigues, é composição de João Lippert e outro compositor de São Paulo.

Quando João Lippert deixou o trabalho na imprensa em São Paulo e foi fazer som em um conjunto no Circo México, João Lippert era parceiro de composição de um compositor paulista, os quais juntos compuseram a música “Que Diabo que Você Tinha”.

Aquele compositor morava no bairro Brás e algumas vezes ele e João Lippert se reuniam para falar de música. E foi em um daqueles encontros que compuseram a referida música.

Quando João Lippert chegou na casa do compositor, o mesmo estava tocando no violão essa música, que acabava de iniciar e ele cantava “que diabo você tinha, que bicho foi que te mordeu” e João Lippert gritou de longe “foi marimbondo”. E então, reuniram-se e derem seguimento à composição que ficou assim:

João Lippert, viajando no Brasil com o circo, perdeu contato com o parceiro de composição, em uma época que não havia Internet nem telefone celular.

Tempos depois em São Paulo, João Lippert encontrou-se com Jair Rodrigues em seu apartamento e falaram sobre a música. Jair Rodrigues não podia gravar a música porque não estava registrada. João Lippert já não tinha mais o contato com o parceiro da composição.

Desse modo, o tempo passou e agora, mais de quarenta anos depois, João Lippert encontrou a gravação da música na voz de Jair Rodrigues.

Assim, João Lippert gostaria de saber como a música foi registrada e gravada por Jair Rodrigues, já que João Lippert nunca foi contatado a respeito.

Se alguém tiver informações sobre esse assunto, favor entrar em contato com João Lippert, através da Televisão TVS.
E-mail para contato: tvsinternacional@hotmail.com

Diz João Lippert: “Hoje estou no estúdio da Televisão TVS ensaiando a música ‘Cuidado' de Eduardo Costa. Em breve sairá um vídeo com o cover da música na minha voz, a título de protesto em relação ao impedimento da implantação da Universidade IESES em Glorinha e impedimento e destruição das escolas do IESES em Sapucaia do Sul, Novo Hamburgo e Gramado. Também será gravado um vídeo apontando os ex-reitores da Ulbra, Ruben Eugen Becker, Leandro Eugênio Becker e Pedro Menegat como mandantes do sequestro que sofri em 1999 através de Tirone Lemos Michelin. Fui sequestrado do pátio da Unidade de Ensino IESES Sapucaia do Sul por Tirone Lemos Michelin na presença de dois filhos meus e um sobrinho e o crime nunca foi investigado. Todas as pessoas hoje citadas com codinomes serão intimadas a prestarem esclarecimentos à justiça. Um homem certa vez invadiu o pátio da Televisão TVS e nos ameaçou até de morte e segundo o que eu sei quem teria o mandado fazer isso, teria sido a senhora calibre 32 e sua filha de codinome preta. O invasor era o marido ou companheiro da senhora com codinome preta. Estavam debruçados sobre o muro nos ofendendo, a senhora calibre 32 e outra filha da mesma, que também deverá ser intimada a prestar esclarecimentos à justiça.”


 

24 de junho de 2021

CUIDADO

O repórter, músico e cantor de músicas populares e sertanejas brasileiras, João Lippert, da dupla João Lippert & Bruna Dartora, que faz covers para o Youtube, já está no estúdio da Televisão TVS ensaiando para gravar cover da música “Cuidado” de Eduardo Costa como protesto ao impedimento e destruição da Universidade IESES em Glorinha e das escolas IESES em Sapucaia do Sul, Novo Hamburgo e Gramado. A música terá algumas palavras substituídas.

AGUARDEM


 

18 de junho de 2021

SUSPEITA DE CORRUPÇÃO TAMBÉM NA IMPRENSA?

Zero Hora, Correio Braziliense e outras imprensas, na minha opinião foram negligentes e podem ter até mesmo recebido propina para não publicarem as notícias em relação aos na época reitores da Ulbra, Ruben Eugen Becker, Leandro Eugênio Becker e Pedro Menegat, quando tive a universidade IESES em Glorinha impedida de ser implantada, a escola IESES em Sapucaia do Sul embargada, a escola IESES em Novo Hamburgo destruída e ainda fui sequestrado em 1999. Enviei a estes órgãos da imprensa na época, todo o relato do que me aconteceu, apresentei documentos, me coloquei à disposição, e os mesmos nem se quer me responderam a respeito, com exceção da Zero Hora, que me respondeu dizendo que não iria publicar a notícia porque poderia “respingar neles esses problemas”. Vou solicitar à Zero Hora e ao Correio Brasiliense e outros, uma matéria para relatar tudo novo. Vamos ver e novamente vão ficar em silêncio.


 

17 de junho de 2021

Em relação ao comportamento do presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, especialmente em relação à pandemia da Covid-19 que tirou a vida de milhares de brasileiros, diz o repórter e presidente da TVS João Lippert: "Bolsonaro pode sofrer de perturbações psicológicas, leves, médias ou graves, considerando seu comportamento para com o povo brasileiro, do qual ele teve votos e se elegeu presidente do Brasil. Antes de se candidatar novamente à presidência do Brasil, Bolsonaro deveria apresentar um laudo psiquiátrico forense, para provar aos brasileiros que é totalmente capaz de seus atos. Na minha opinião, todo homem ou mulher, para se candidatar à presidência de um país, deveria ter a obrigação de apresentar um laudo psiquiátrico forense."


 

17 de junho de 2021

MOMENTO DE PROVAR

Advogados da fundação dão 10 dias, a partir desta data, 17 de junho de 2021, para o homem com codinome “zé da borracha ou zé da pinga” provar e apontar na justiça nomes das pessoas que disseram à ele que o repórter João Lippert era ladrão.

Por vingança, podem estar envolvidos neste crime, os hoje ex-reitores da Ulbra, Ruben Eugen Becker, Leandro Eugênio Becker e Pedro Menegat, o ex-obreiro evangélico com codinome “tapado” e sua mulher que queria que o repórter João Lippert filmasse suas partes íntimas, a “senhora calibre 32” e seu companheiro “o homem urubu”.

Todos serão intimados a prestarem esclarecimentos na justiça. Familiares do “zé da borracha ou zé da pinga” também deverão ser intimados a prestarem esclarecimentos na justiça.


 

16 de junho de 2021

CHAMAR ALGUÉM DE LADRÃO SEM PROVAS
É CRIME E DÁ PRISÃO

CALÚNIA:  acusar alguém de algo criminoso, ferindo sua reputação perante a sociedade.
“Art. 138 – Caluniar alguém, imputando-lhe falsamente fato definido como crime. Pena – detenção, de seis meses a dois anos, e multa. “

INJÚRIA:  ofender alguém com palavras de baixo calão ferindo seu respeito pessoal.
“Art. 140 – Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro. Pena – detenção, de um a seis meses, ou multa.”

É O CASO DA "SENHORA CALIBRE 32", SEU COMPANHEIRO OU PRIMO E O HOMEM COM CODINOME "ZÉ DA PINGA E ZÉ DA BORRACHA".


 

15 de junho de 2021

PENHORA DA FAZENDA DE ZEZÉ DI CAMARGO

Advogados da fundação que manteria as obras do Instituto IESES no Brasil, pela apropriação indébita do cheque emitido para pagamento do show não realizado de Zezé Di Camargo & Luciano, advogados vão requerer penhora de bens de Zezé Di Camargo, Luciano e família, inclusive a penhora da fazenda de Zezé Di Camargo.

Clique aqui e veja a cópia do cheque.


 

13 de junho de 2021

COBRANÇAS

Atenção senhores Mirosmar José de Camargo e Welson David de Camargo, mais conhecidos como Zezé Di Camargo & Luciano.

E esta vida de milionário? E não devolveram meu cheque nem me ressarciram os prejuízos que me causaram devido ao show que vocês não realizaram na cidade de Gramado. O cancelamento daquele show quinze dias antes da realização, causou prejuízos e sofrimento a milhares de pessoas que pagariam para assistirem seu show e doariam alimentos não perecíveis que seriam distribuídos a pessoas e instituições carentes. Esta vida, supostamente luxuosa, se durar um ano será muito. Devolvam meu cheque. Reter cheque de outrem é crime de apropriação indébita. Devolvam meu cheque e ressarçam meus prejuízos, que hoje, com juros e correção monetária, fica em torno de R$ 500 mil reais.

Vídeo Advogados também vão cobrar os danos morais e prejuízos financeiros causados ao repórter João Lippert e suas empresas, causados pelos hoje ex-reitores da Ulbra, a Ulbra e sua mantenedora Aelbra, bem como os dois proprietários de imóveis em Canoas que ingressaram com ações indevidas de despejo contra João Lippert e a Televisão TVS, Milton da Encarnação, a mulher que mandou que o repórter João Lippert filmasse suas partes íntimas e todos já publicados nesta página de notícias com nomes ou codinomes.


PRÓXIMA PÁGINA >>>