Notícia do dia 19 de maio de 2022

FIM DE PRAZO

Repórter João Lippert determina prazo de 72 horas para a senhora Martins dos Santos e seu companheiro senhor Cristiano Ferreira, entregarem o aparelho que usaram para violar o sistema de alarme e sirene e luzes internas e externas da Televisão TVS, ou, que paguem, no mesmo prazo, indenização no valor de R$ 100 mil reais pela violação feita e que deixem de continuar fazendo.

Salienta-se que familiares próximos da senhora Maria estão envolvidos nessa violação.

O prazo passa a contar a partir desta publicação, feita em 19 de maio de 2022 às 9hs da manhã.

EDITANDO


 

Notícia do dia 06 de maio de 2022

NOTA

Minha família e eu, João Manoel Lippert, pagamos rigorosamente em dia aluguel e imposto do imóvel locado por minha pessoa e a Televisão TVS, sendo o aluguel atualmente no valor de R$ 1.106,79 (mil cento e seis reais e setenta e nove centavos) e o imposto no valor de R$ 107,15 (cento e sete reais e quinze centavos).

 

Moramos no imóvel desde 2014, sempre pagando o aluguel e imposto na data prevista. No entanto, em 2019 a locadora Maria Martins dos Santos negou-se em receber os pagamentos e tivemos que ingressar na justiça para pagamento judicial, o que vem sendo feito desde então.

Porém, desde então, a justiça mantém retidos todos os valores que pagamos de aluguel e imposto. Muito provavelmente, porque a locadora negou-se a receber o aluguel e imposto, e pode ser que a justiça tenha entendido que a mesma não precisa destes recursos para viver.

De outro lado, mesmo com aluguel e imposto sempre pagos em dia, Maria Martins dos Santos moveu duas ações, portanto indevidas, de despejo contra minha pessoa e a Televisão TVS, das quais vou cobrá-la na justiça todos os gastos que tive com advogado para me defender destas ações indevidas. Também vou cobrar de tal senhora, a filmagem do casamento de seu neto Daniel, os gastos que tive para correr atrás de informações em relação ao carro clonado por sua filha, bem como destruição da cerca viva de boldos de jardim da Televisão TVS.

Entretanto, Maria Martins dos Santos e seu companheiro Cristiano Ferreira, Daniel dos Santos Zefino e esposa Valéria, bem como o vizinho provavelmente amigo dos mesmos, Jânio Pires, vêm nos ofendendo, provocando e fazendo calúnias contra minha pessoa. Eventualmente, quando a filha da locadora, Lair e marido Edler vêm na residência de Maria Martins dos Santos, os mesmos também participam das provocações. Edler, inclusive, anos atrás invadiu o pátio da Televisão TVS e nos ameaçou, a mando de Maria e Lair.


NÃO IREI MAIS ADMITIR ESTAS OFENSAS E PROVOCAÇÕES! DE ORA EM DIANTE, VOU FAZER VALER MEUS DIREITOS CONSTITUCIONAIS DE LOCATÁRIO. OS SENHORES, COM CERTEZA, TERÃO GRANDES TUMULTOS E DESAVENÇAS EM SEUS DIAS FUTUROS COM A JUSTIÇA!

 


 

Notícia do dia 05 de maio de 2022

URGENTE:
NÃO PERCA NOS PRÓXIMOS DIAS, A DENÚNCIA EM VÍDEO DA VIOLAÇÃO DO SISTEMA DE ALARME E LUZES DA TELEVISÃO TVS.

Suspeitos de envolvimento até que provem ao contrário na justiça: Maria Martins dos Santos e companheiro Cristiano Ferreira, Daniel Zefino e esposa Valéria, Lair Scheffer e Jânio Pires. De Daniel e Valéria, o repórter João Lippert foi padrinho de casamento.



 

Notícia do dia 03 de maio de 2022

DIREITOS INCONTESTÁVEIS
DO REPÓRTER JOÃO LIPPERT

Para não mover processo criminal contra a senhora Maria Martins dos Santos com pedido de prisão temporária ou domiciliar contra a mesma e outros familiares de tal senhora, além dos hoje ex-reitores da Ulbra, pelo crime de violação do sistema de alarme e luzes da Televisão TVS, o repórter João Lippert quer novo contrato de locação do imóvel onde reside e é sede da Televisão TVS, do qual a senhora Maria Martins dos Santos é locadora, com redução de 50% no valor do aluguel atual.

O repórter João Lippert também indenização a ser paga pela senhora Maria Martins dos Santos, seu companheiro Cristiano Ferreira, seu neto Daniel Zefino e esposa Valéria pelas destruições da cerca viva de boldos de jardim da Televisão TVS que ocorrem desde o ano de 2014.

O repórter João Lippert também quer indenização da senhora Maria Martins dos Santos pelas duas ações indevidas de despejo movidas por tal senhora contra o repórter e a Televisão TVS, mesmo estando os mesmos com os aluguéis e impostos pagos rigorosamente em dia desde o início da locação, sendo atualmente pagos com depósito judicial porque tal senhora negou-se em receber os pagamentos. Todos os valores de aluguéis e impostos feitos de forma judicial estão retidos pela justiça, que é quem pode ou não liberar tais valores para a senhora Maria Martins dos Santos. Os valores já ultrapassam R$ 5 mil reais.

De outro lado, segundo informações, a senhora Maria Martins dos Santos, com apoio de suas filhas e seu neto Daniel e esposa, teriam expulsado do imóvel hoje locado pelo repórter João Lippert, a esposa de seu filho assassinado com uma bebê apenas com as roupas do corpo. Em razão disso, advogados do repórter João Lippert vão requerer na justiça, que 50% dos valores de aluguéis e impostos retidos pela justiça, sejam liberados para aquela senhora e sua filha que hoje deve ser uma criança de mais de dez anos de idade.

O repórter João Lippert também quer indenização a ser paga por Jânio Pires por ter chamado o repórter de “ladrão” sem provas.

Dos hoje ex-reitores da Ulbra, Ruben Eugen Becker, Leandro Eugênio Becker e Pedro Menegat, o repórter João Lippert quer indenização por todas as destruições e boicotes que fizeram contra o repórter como o impedimento da implantação da Universidade IESES em Glorinha, o embargo da Unidade de Ensino IESES Sapucaia do Sul, a destruição da Unidade de Ensino IESES Novo Hamburgo, o impedimento da implantação da Unidade de Ensino IESES e Templo TESES em Gramado, a reintegração de posse da propriedade em que o repórter residia com sua família que havia sido comprada da Ulbra, bem como por todas as calúnias e difamações feitas na justiça taxando o repórter João Lippert de criminoso, envolvendo autoridades como a promotora Fernanda Ruttke Dillenburg e os juízes Fábio Koff Júnior, André Reverbel Fernandes, Paulo de Tarso Carpena Lopes, Paulo César Fillipon, Patrícia Krebs e outras autoridades. De tais autoridades o repórter João Lippert também quer indenização.


 

Notícia do dia 27 de abril de 2022

NOVAS PROVOCAÇÕES
COM AMIGOS

Jânio Ismael Pires, homem que ameaçou o repórter João Lippert, um idoso de 73 anos, de bater nele no dia 11/04/2022, voltou a fazer provocações hoje, dia 27/04/2022. Desta vez, na companhia de um amigo do mesmo, que poderia também ser seu advogado.

O caso está sendo encaminhado à Polícia Civil com pedidos de intimação de Jânio e do suposto amigo ou advogado, do qual Jânio deverá fornecer nome e endereço na justiça. Também estará requerida intimação de Maria Martins dos Santos e seu companheiro Cristiano Ferreira, Daniel Zefino e Valéria Zefino.


 

Notícia do dia 26 de abril de 2022

SEM AMOR À PRÓPRIA VIDA?

"Um homem para chamar outro homem, um pai de família com 73 anos, de ladrão sem provas, tal homem ou não tem amor à própria vida ou é muito manso."
- Diz o repórter João Lippert


 

Notícia do dia 13 de abril de 2022

VIOLAÇÃO DO SISTEMA DE ALARME DA TELEVISÃO TVS

Justiça poderá dar prazo de 72 horas, a partir de 14 de abril de 2022, para senhora Maria Martins dos Santos e seu companheiro Cristiano Ferreira, Daniel Zefino, Valéria Zefino e Jânio Pires, entregarem na justiça o aparelho que usaram para violar o sistema de alarme e luzes internas e externas da Televisão TVS e que continuam violando, bem como fornecer nome, telefone e endereço de quem fez tal aparelho.


CLIQUE EM CADA FOTO ACIMA PARA SABER O QUE CADA UM FEZ CONTRA O REPÓRTER JOÃO LIPPERT


 

Notícia do dia 11 de abril de 2022

NOVOS ATAQUES

Através de advogados da fundação que suportaria as obras do Instituto IESES no Brasil, o repórter João Lippert vai denunciar pessoas responsáveis por criar situações que levaram o repórter a sofrer um infarto em 22 de fevereiro deste ano. Tais pessoas cometeram crimes de várias naturezas conta o repórter, além de criarem perturbações e fazerem provocações com o intuito de o prejudicar.

O repórter João Lippert sofreu o crime de extorsão mediante sequestro cometido por Tirone Lemos Michelin que afirmou serem os mandantes os na época reitores da Ulbra, Ruben Eugen Becker, Leandro Eugênio Becker e Pedro Menegat.

Tais hoje ex-reitores podem ter criado uma rede de cúmplices, desde autoridades, servidores públicos, advogados e empresários até pessoas comuns como alguns vizinhos do repórter João Lippert. Tudo para boicotar o repórter João Lippert em todas as áreas, através de difamações e calúnias, ameaças, ofensas morais, perturbações e provocações, além de absurdas tentativas de incriminar o repórter e boicotes dentro do Judiciário brasileiro.

O hoje ex-juiz Fábio Koff Júnior foi (ou ainda é) um dos grandes aliados dos hoje ex-reitores da Ulbra contra o repórter João Lippert. Quando juiz foi quem retirou João Lippert e sua família indevidamente do imóvel em que residiam comprado por João Lippert da Ulbra e ainda agia dentro do Fórum de Canoas contra o repórter, para impedir que o mesmo se defendesse na justiça, tivesse acesso a documentos e ainda intimidando advogados para não defender o repórter. Para tal, usava de sua influência como juiz e a influência de seu hoje falecido pai, Fábio Koff, que foi desembargador.

O repórter João Lippert já teve que denunciar:
23 JUÍZES
03 JUÍZES CORREGEDORES
04 CORREGEDORES
06 DESEMBARGADORES
10 PROMOTORAS PÚBLICAS
36 ADVOGADOS
03 DEFENSORES PÚBLICOS
06 DELEGADOS
01 MINISTRO

Denúncias aquelas por atos indevidos cometidos pelas autoridades denunciadas. Entretanto, mesmo com todas as documentações apresentadas comprovando que as autoridades agiram de má fé, mesmo assim as denúncias sempre foram arquivadas, possivelmente em uma tentativa de proteger as autoridades e o nome da categoria.

Todos com fotos e nomes abaixo deverão ser responsabilizados na justiça pelo infarto sofrido pelo repórter João Lippert. Alguns familiares dos mesmos, como esposas, maridos e filhos(as) de tais pessoas também deverão ser arrolados.



De outro lado, hoje dia 11 de abril de 2022, pela manhã o vizinho do repórter João Lippert, Jânio Pires, disse em voz alta e bom tom de dentro de seu veículo Fiat, que se o repórter “fosse mais novo iria apanhar”. Como sempre, as provocações continuam ocorrendo desta forma e ainda com destruição da cerca viva de boldos de jardim da Televisão TVS cometidas pela senhora Maria Martins dos Santos e seu companheiro Cristiano Ferreira, além de Daniel Zefino e esposa Valéria. Pessoas esta que continuam destruindo a cerca viva de boldos de jardim plantada na divisa dos terrenos pelo repórter João Lippert. Continua também a violação do sistema de alarme e luzes externas e internas da Televisão TVS, sendo responsáveis as mesmas pessoas acima citadas.

Salienta-se que o caso foi encaminhado à Polícia Civil.


 

Notícia do dia 04 de abril de 2022

A INDENIZAÇÃO AUMENTOU

Além dos valores de indenização que já me devem a senhora Maria Martins dos Santos e seu companheiro Cristiano Ferreira, Daniel dos Santos Zefino e esposa Valéria Goulart Zefino, cada um deles me deve mais R$ 1 mil reais de indenização pelo ligamento das luzes internas e externas da sede da Televisão, através da violação do sistema de segurança e iluminação da TVS, que tais senhores e senhoras cometeram em janeiro de 2022 e continuam cometendo até o momento.


 

Notícia do dia 31 de março de 2022
(atualização em 02 de abril de 2022)

NOVA TENTATIVA DE
PROVOCAÇÃO AO
REPÓRTER JOÃO LIPPERT

Senhora Maria Martins dos Santos, locadora do imóvel locado pela Televisão TVS, pessoa que guardou por mais de 20 anos uma arma de fogo em sua residência sem posse ou porte, bem como uma de suas filhas Laureni Martins dos Santos, que já ameaçou o repórter João Lippert anteriormente, tais senhoras fizeram comentários estando no pátio da residência da senhora Maria, para o repórter João Lippert ouvisse, já que o mesmo estava em seu pátio.

Tais senhoras comentaram que o prefeito de Canoas, Jairo Jorge, é ladrão e corrupto e que deveria ser preso. E para provocar o repórter João Lippert, tais senhoras disseram ainda em tom ainda mais alto: "E ainda tem gente que puxava o saco do Jairo Jorge."

Mais uma tentativa de provocar e ofender o repórter João Lippert, pois o repórter já noticiou no site da Televisão TVS algumas bem feitorias feitas por Jairo Jorge após assumir novamente a prefeitura de Canoas.

Em relação isso, diz o repórter João Lippert. "Geralmente é assim, na boca de quem não presta o bom não tem valor. Contudo, se o prefeito Jairo Jorge cometeu de fato algum crime, o mesmo deverá sim responder por seus atos na justiça. Aguardaremos o tramitar do processo."

Cabe relembrar das destruições de patrimônio causadas por estas duas senhoras e por outros familiares das mesmas, como a destruição da cerca viva de boldos de jardim e tela da Televisão TVS.

Seguem abaixo dois registros em vídeos dos atos.


As pessoas que destruíram a cerca viva de boldos de jardim da Televisão TVS, mais de uma vez aliás, terão que pagar indenização através da justiça ou fora dela no valor de R$ 200 mil reais, que além de poder ser pago em uma única vez, pode ser pago em parcelas de R$ 150 reais ou R$ 50 reais por mês pelo
período de 10 anos.
Não concordando com os valores,
podem recorrer à justiça.

ENVOLVIDOS:


Áudio com Valéria Goulart Zefino ofendendo e ameaçando o repórter João Lippert:


 

Notícia do dia 29 de março de 2022

ALGUNS VIZINHOS DA TELEVISÃO TVS E ALGUNS FAMILIARES DE TAIS VIZINHOS CONTINUAM AS PROVOCAÇÕES E PERTURBAÇÕES MESMO APÓS O INFARTO DO REPÓRTER JOÃO LIPPERT

ESTARIAM TAIS PESSOAS TENTANDO FAZER COM QUE O REPÓRTER TENHA OUTRO INFARTO?

AGINDO ASSIM, TAIS PESSOAS ESTÃO ATENTANDO CONTRA A VIDA DE JOÃO LIPPERT

DIZ O REPÓRTER JOÃO LIPPERT: "VOU RESPONSABILIZAR TODOS NA JUSTIÇA!"

O alarme da Televisão TVS foi violado em janeiro deste ano e com isto, quem cometeu tal crime, acionava e desligava a sirene do alarme e as luzes internas e externas da Televisão TVS.

Mesmo após noticiar o fato e mesmo após o infarto que sofreu o repórter João Lippert, tal violação continuou e continua.

Os suspeitos dessa violação são as pessoas com fotos abaixo.

Já o vizinho Jânio, continua soltando sua cachorra de estimação ao sair e chegar em casa para que a mesma defeque e urine na grama em frente à Televisão TVS. O que percebe-se é que na verdade antes de educar o animal, é o senhor Jânio que precisa ser educado.

CACHORRA CAPITU DO VIZINHO MAL EDUCADO DEFECANDO E URINANDO NA FRENTE DA TVS

Diz o repórter João Lippert: "Não aceito isso!"

Tudo isto que estas pessoas estão fazendo, além de xingamentos e difamações para outros vizinhos, tudo isto é com o intuito de provocar e desestabilizar o repórter João Lippert, podendo ser ainda a intenção de tais pessoas que João Lippert tenha outro infarto.

De outro lado, diferente do que falsamente espalham para outros vizinhos, os aluguéis e impostos do imóvel onde está instalada a Televisão TVS, sempre foram pagos rigorosamente em dia e continuam sendo através de depósito judicial, desde 2019 quando a locadora Maria Martins dos Santos recusou-se, por escrito, a receber os pagamentos.

Diz o repórter João Lippert. “Respeitem o contrato de locação firmado e assinado por ambas as partes desde 2014. Não adianta ficarem garimpando vizinhos para agirem contra minha pessoa e a Televisão TVS. Se a justiça mantém retido os pagamentos dos aluguéis e impostos e não libera para a locadora sacar, não é problema meu. Isso é problema com a justiça e que muito provavelmente se deve ao documento que a locado recursou-se em receber os pagamentos. Pois assim, deve ter entendido o magistrado que a mesma não necessita dos valores para seu sustento. Primeiro na justiça deverá acertado a violação do alarme da Televisão TVS. Isto é crime! Queriam manter as luzes apagadas e sem a sirene. Por quê? Estavam tentando invadir e assaltar a Televisão TVS? Agora vamos esclarecer isso na justiça. Na tentativa de tentar impedir um possível assalta, tivemos que modificar o sistema de alarme. Não vou ficar batendo boca com vizinho através do muro, como eles tentam fazer. Isso se acerta na justiça. De outro lado, os vizinhos que foram garimpados por esta senhora, também terão que responder na justiça. Para que isto? Fui chamado de ladrão pelo senhor Jânio e quero provas.”

CLIQUE AQUI E VEJA O CONTRATO DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL E COMERCIAL DA TELEVISÃO TVS

CLIQUE AQUI E VEJA O DOCUMENTO PELO QUAL A LOCADORA SE RECURSOU A RECEBER OS ALUGUÉIS E IMPOSTOS DO IMÓVEL LOCADO


 

Notícia do dia 24 de março de 2022

O INFARTO DO REPÓRTER
JOÃO LIPPERT

Assista ao vídeo abaixo com o relato do infarto sofrido pelo repórter João Lippert em 22 de fevereiro de 2022.

Assista ao vídeo abaixo com o relato do crime de extorsão mediante sequestro sofrido pelo repórter João Lippert em 23 de janeiro de 1999.


 

Notícia do dia 24 de março de 2022

ATENÇÃO

O companheiro da senhora Maria Martins dos Santos, senhor Cristiano Ferreira, teria falsamente informado ao vizinho senhor Jânio Ismael Pires, que minha pessoa, João Manoel Lippert, teria roubado valores da senhora Maria Martins dos Santos.

O senhor Jânio simplesmente acreditou na difamação contada e passou a falsa informação a muitos de seus familiares e amigos.

Contudo, eu não enterrei nem joguei em um rio a arma de fogo que a senhora Maria queria que eu fizesse. Para isso ela me ofereceu R$ 50 mil reais. Realmente ela me passou R$ 20 mil e a outra parte eu receberia quando sumisse com a arma. Uma arma de fogo calibre 32 sem porte de seu falecido marido que a mesma guardou por cerca de 22 anos em seu guarda-roupas. A arma entreguei na Polícia Federal e tenho documentos disso.

Na realidade eu nada ia cobrar desta senhora. Mas já que eles saíram com essa difamação, eu quero receber os R$ 350 mil que ela me deve de indenização por todos os atos cometidos contra minha pessoa e mais os R$ 30 mil que faltou em relação à entrega da arma.

Se a senhora Maria Martins dos Santos não contou aos senhores todos os acordos que tinha feito comigo, o problema é dos senhores. Mas todos vão responder pelas calúnias e difamações que fizeram contra minha pessoa.

Segundo Maria Martins dos Santos, quem autorizou a mesma a me passar os valores citados, teria sido sua filha de nome Lair.

Vamos começar por aí. Da onde a senhora Maria e a senhora Lair teriam R$ 50 mil reais? Tais senhoras vão explicar na justiça quando chegar a hora.


 

Notícia do dia 21 de março de 2022

MUDANÇA DE
ENDEREÇO?

A Televisão TVS já tem três locais possíveis de ser sua nova sede em Canoas.

Contudo, estamos aguardando decisão judicial à respeito do imóvel onde atualmente é a sede da Televisão TVS, bem como, o recebimento de indenização por conta das duas ações indevidas de despejo movidas pelo locadora Maria Martins dos Santos (0014353-402015-8-21-008 e 008/1.15.0015243-4), o recebimento de indenização requerida em ação já movida pela TVS e João Lippert contra a locadora (0007904-66-2015-8-21-008) e o recebimento de indenização por outros danos causados pela mesma e seus familiares, como destruição da cerca-viva de boldos de jardim da TVS, difamações e calúnias contra o repórter João Lippert e ofensas até mesmo com palavras de baixo calão.

Aguarda-se também pedido de desculpas por escrito pelos maus procedimentos da locadora e seus familiares contra João Lippert e à Televisão TVS, bem como o recebimento de valores pelos trabalhos realizados pela TVS para uma das filhas da locadora, Luci Martins dos Santos, em relação ao carro clonado comprado pela mesma e a filmagem do casamento do neto da locadora, Daniel Zefino e Valéria Zefino.

Aguardamos ainda, o recebimento de indenização em relação à difamação e calúnia pelo senhor Jânio Ismael Pires, quando chamou o repórter João Lippert de ladrão.

Os valores de indenização já foram publicados em outras notícias passadas e tal senhora com certeza já tem ciência.


 

Notícia do dia 19 de março de 2022

CRIME
O SISTEMA DE ALARME POR FREQUÊNCIA DA TELEVISÃO TVS FOI COPIADO, INVADIDO E DANIFICADO.

O crime aconteceu em janeiro de 2022 e continua acontecendo até o presente momento.

Principais suspeitos: Maria Martins dos Santos e companheiro Cristiano Ferreira, Daniel dos Santos Zefino e esposa Valéria Goulart Zefino, Jânio Ismael Pires e familiares que residem com o mesmo.

O caso está sendo encaminhado à justiça!

-------------------------------------------------------------------------

PROCURA-SE

A Televisão TVS está em busca do endereço da senhora Valentina Ismailow (foto abaixo), pessoa que se identificou na justiça como “conselheira espiritual” da senhora Maria Martins dos Santos. Esta senhora é suspeita de fazer trabalhos de magia negra contra o repórter João Lippert. O marido de tal senhora, Sérgio Luiz dos Santos (foto abaixo) ameaçou o repórter João Lippert na frente da Televisão TVS e na presença de Maria Martins dos Santos e seu companheiro Cristiano Ferreira.

Quem souber o paradeiro da senhora Valentina Ismailow, favor entrar contato com a Televisão TVS via e-mail:

tvsinternacional@hotmail.com


 

Notícia do dia 08 de março de 2022
(atualização em 17 de março de 2022)

INFARTO DO REPÓRTER
JOÃO LIPPERT

Advogados do repórter João Lippert vão responsabilizar na justiça algumas pessoas pelo infarto sofrido pelo repórter João Lippert no dia 22 de fevereiro de 2022.

O repórter João Lippert ficou 2 (dois) dias internado na UTI da UPA Rio Branco, 2 (dois) dias internado na UTI do Hospital Universitário onde fez o procedimento de cateterismo e mais 7 (sete) dias internado em quarto no Hospital Universitário.

Diz o repórter João Lippert: "Acuso as pessoas com nomes e fotos abaixo de também serem responsáveis pelo infarto que sofri."

Diz o repórter João Lippert: "Os hoje ex-reitores da Ulbra, Ruben Eugen Becker, Leandro Eugêio Becker e Pedro Menegat também são acusados de mandantes do crime de extorsão mediante sequestro que sofri, executado por Tirone Lemos Michelin, bem como, dos impedimentos e destruições das escolas e universidade IESES e do Templo TESES."

Diz o repórter João Lippert: "Se alguém for capaz de dizer por escrito o que me disse ou o que fez contra minha pessoa, eu retiro nome e foto de tal pessoa. De outro lado, o senhor Jânio Ismael Pires, com foto acima, gritou por quase uma semana por volta das 23hs da noite, chamando-me de 'ladrão'. Na terceira noite, o mesmo senhor disse 'ó repórter, isso é pra ti'. Sem qualquer prova, tal senhor fez isso. Fazendo isto, este senhor envolveu seus familiares que moram com ele e no mesmo pátio de sua casa nos fundos, bem como, outros vizinhos que já agiram conta minha pessoa como Daniel, Valéria, Maria, Lair, Edler e Cristiano, todos com foto acima, e outras pessoas. O senhor Jânio, a partir de 17/03/2022, tem 72 horas para provar o que disse de minha pessoa. Não provando, o mesmo será processado criminalmente e através da justiça, pagará pelos seus crimes de difamação e calúnia."

Por fim, diz o repórter João Lippert: "Através da justiça, vou requerer acareação entre minha pessoa e a pessoa do senhor Jânio. Não tenho gravação das palavras dele, mas vamos resolver isso na justiça, através de acareações."

QUE TODOS SE DEFENDAM NA JUSTIÇA
SEM AMEAÇAS, PROVOCAÇÕES, OFENSAS, DIFAMAÇÕES E CALÚNIAS!


 

Notícia do dia 06 de março de 2022

DE VOLTA PARA CASA

Após 11 dias de internação em UPA, UTI e hospital, o repórter João Lippert retornou para casa.

"MEU SANTO É FORTE!" - Diz João Lippert.


 

Notícia do dia 01 de março de 2022

ONDE ESTÁ O REPÓRTER
JOÃO LIPPERT?

Está no exterior na fundação que iria suportar as obras do IESES - Instituto Educacional Sagrado Espírito Santo ou está internado?


 

Notícia do dia 26 de fevereiro de 2022

NOVOS RUMOS

A partir de 02 de março de 2022, todas as pessoas, empresários, autoridades e empresas que fizeram o repórter João Lippert sofrer danos morais e prejuízos financeiros, bem como que o ameaçaram e cometeram outros crimes contra o mesmo, passarão a responder na justiça na área criminal com pedidos de prisões preventivas e também na área cível, com requerimentos de indenizações e penhora de bens.

Salienta-se que o crime de EXTORSÃO MEDIANTE SEQUESTRO sofrido pelo repórter João Lippert em 23 de janeiro de 1999 é crime HEDIONDO e que, portanto, não prescreve. Assim sendo, o sequestrador Tirone Lemos Michelin, os mandantes Ruben Eugen Becker, Leandro Eugênio Becker e Pedro Menegat (ex-reitores da Ulbra), os cúmplices e coniventes serão responsabilizados criminalmente.